Inspiração

Conheça sobre o Artista tema do XXIV EPEN - ANPED 2018

Josafá de Orós
Josafá de Orós

Josafá de Orós

Artista plástico e poeta cearense, nascido em Orós, radicado em Campina Grande/PB desde 1970. É sociólogo, pela UFPB, artista plástico, poeta, produtor cultural, assessor em projetos de desenvolvimento, sócio fundador do Instituto Histórico e Geográfico do Cariri Paraibano e Instituto Histórico e Cultural do município de Pocinhos-PB. Sócio fundador da Academia de Cordel do Vale do Paraíba e membro da Sociedade Paraibana de Estudos do Cangaço.

No campo artístico tem trabalhado com pesquisa, produção e exposições, principalmente, em xilogravura. Inspira-se em temas populares para produzir seus trabalhos. Para Josafá de Orós, trabalhar e resgatar a arte é uma forma de resistência, “pois precisamos atentar para certos valores, em respeito àquilo que formou nossa cultura” (Site Olho Latino).

Gravurista que gosta de unir o erudito com o popular. Na gravura de Josafá, estampa-se uma linguagem viva e provocativa, com marcas de sua vivência de analista do comportamento social. Realizou sua primeira exposição aos 12 anos de idade, trilhando caminhos diversos que iam da pintura em tela, da escultura em madeira e argila, ao desenho, bico de pena etc. (MOZART, 2011).

De Josafá, sobre a xilogravura: “Acima de tudo, a xilogravura foi apropriada pelo povo. Os xilogravadores são, em geral, artistas apaixonados por esta arte. A xilogravura é uma forma de expressão presente em tudo e em todos. Em Ariano Suassuna, como sabemos, a xilogravura não se encontra apenas em sua obra e nos seus desdobramentos. A xilogravura, podemos dizer, está, acima de tudo, dentro do gênio desse monstro da beleza. A xilogravura está na feira de Campina Grande, no espírito da feira, no âmago dela. Tudo tem a mesma linguagem. A xilogravura está no cinema, no algodão colorido... na identidade nordestina... no acervo de Poitier na França...”

Tem obras poéticas e plásticas publicadas no Brasil e no exterior.,

  • Catálogo ilustrado de Gravura. Casa da Xilogravura – Museu e Artistas / Xylography Museum – Museum and Artists. (lançamento em maio de 2018)
  • Publicou obras literárias (contos, poesias, crítica) em jornais, revistas, livros e em meios eletrônicos

Tem participado de exposições no Brasil e no exterior:

  • Mostra Comemorativa dos Trinta Anos do Museu Casa da Xilogravura. Exposição Coletiva de Gravuras Comemorativa dos 30 Anos do Museu. Museu Casa da Xilogravura. Campos do Jordão-SP, 2018.
  • Poesias e gravuras. Porto-Portugal. 2018

Títulos, condecorações, outros

  • Embajador de la Palabra. Fundación César Egido Serrano/Museu de la Palabra. Madrid. Espanha, 2017.
  • Membro Participante da Sociedade Paraibana de Estudos do Cangaço.
  • Diretor Executivo da Fundação Universidade Camponesa, Fundação Universidade Camponesa. Campina Grande-PB, 2006.
  • Sócio efetivo do Instituto Histórico e Geográfico do Cariri Paraibano. Sumé-PB, 2003.
  • Sócio efetivo do Instituto Histórico e Cultural de Pocinhos-PB.
  • Sócio Efetivo do Programa de Aplicação de Tecnologia Apropriada as Comunidades, Programa de Aplicação de Tecnologia Apropriada as Comunidades. Campina Grande-PB, 2003.
  • Premio Buriti 2016. 7º Concurso Literário Internacional Buriti Cronicontos. Américo Brasiliense – SP, 2016.
  • Menção Honrosa Especial - Prosa (Certificado). Conto A Gravura Sem Nome. Academia Municipalista de Letras de Minas Gerais - AMULMIG. Belo Horizonte – MG, 2017.
  • 1a Menção Honrosa - Poesia (certificado e medalha). Poema Pelo Menos o Silêncio. Prêmio Literário da AMULMIG. Academia Municipalista de Letras de Minas Gerais - AMULMIG. Belo Horizonte – MG, 2017.
  • Menção Honrosa "Prêmio Cláudio Manuel da Costa" – 4º Concurso Nacional Literário da ALACIB, Academia de Letras, Artes e Ciências Brasil. Mariana – MG, 2017.
  • 1º Lugar no VI Concurso de Poesia, Biblioteca José Midlin / SESC / Jaboatão dos Guararapes – PE, 2016.
  • Menção Honrosa (Prêmio Buriti 2016 (Poema Infinitos Próximos), 7* Concurso Literário Internacional Buriti Cronicontos - Américo Brasiliense - SP - 2016.
  • 14º Prêmio Paulo Setúbal de Poesia (2º Lugar com a poesia BREVE COROGRAFIA DO ESCURO), Secretaria de Educação, Cultura e Turismo - Prefeitura de Tatuí - São Paulo, 2016.
  • 3º Lugar no VI Concurso de Poesias Prof. Roberto Tonellotti (com o poema PROSA DE ANIMAL FAMINTO", Associação Cultural Conpoema. Francisco Morato – SP, 2016.
  • Menção Honrosa no VII Concurso de Poesia de Bauernfest / Petrópolis - Rio de Janeiro, Academia Brasileira de Poesia / Casa de Raul Leoni. 2010.
  • 2º Concurso Literário Prêmio Cactos de Poesia Regional 2010 - 1º Lugar, Associação Boqueirãoense de Escritores. Boqueirão – PB, 2010.
  • I Concurso Literário Tataguassu de Poesia - 13º, Prefeitura Municipal de Queimadas-PB, 2010.
  • I Concurso Literário Tataguassu de Poesia - 20º, Prefeitura Municipal de Queimadas. 2010.

Obras em acervos:

  • Museu Casa da Xilogravura – Campos do Jordão - SP
  • Museu Olho Latino. Atibaia – SP
  • Museu Assis Chateaubriand – Campina Grande – PB
  • Museu de Arte Popular da Paraíba – Campina Grande – PB

Se desejar reunir mais referências, favor consultar o lattes no endereço abaixo:

Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/8038785516089563

App do evento

Baixe o App do EPEN 2018 - ANPEd e encontre tudo o que precisa saber sobre o evento.

App ANPEd iOS App ANPEd Android

Organização

Confira quem está promovendo e organizando o evento

Realização

Confira quem está realizando o evento